Questões de prova: Concurso EBSERH-HUPEST-UFSC, 2016 – Medicina do Adolescente


Questões de prova: Concurso EBSERH-HUPEST-UFSC, 2016 – Medicina do Adolescente.

Questões

01- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) A avaliação da maturação sexual é parte fundamental do diagnóstico de crescimento e desenvolvimento do adolescente. Em geral, a primeira manifestação de puberdade no sexo masculino é:
a) Aumento do volume testicular.
b) Aparecimento de pelos pubianos.
c) Aumento do pênis em comprimento.
d) Aumento do pênis em espessura.
e) Espermarca.

02- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) A definição de adolescência, frequentemente, vincula-se à idade e às transformações anatômicas e fisiológicas da puberdade. Do ponto de vista cronológico, a Organização Mundial da Saúde (OMS) considera adolescente o indivíduo entre:
a) 10 e 16 anos.
b) 10 e 19 anos.
c) 12 e 18 anos.
d) 12 e 20 anos.
e) 14 e 20 anos.

03- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) Didaticamente, a adolescência pode ser dividida em inicial, média e tardia. A demarcação destas fases não é nítida, tendo pouco valor a idade cronológica. Algumas das tarefas do desenvolvimento características da fase média da adolescência, relacionadas ao pensamento e à independência, são:
a) Evolução do pensamento lógico e concreto para o pensamento abstrato, desenvolvimento da capacidade de introjeção, desconstrução das figuras parentais “heroicas”, afastamento progressivo do meio familiar e contestação dos seus valores.
b) Desenvolvimento máximo do pensamento abstrato, intenso desenvolvimento intelectual e da capacidade criativa, ainda forte dependência do meio familiar, limites impostos pela família e pela escola começam a ser testados.
c) Evolução do pensamento lógico e concreto para o pensamento abstrato, desenvolvimento da capacidade de introjeção, ainda forte dependência do meio familiar, limites impostos pela família e pela escola começam a ser testados.
d) Desenvolvimento máximo do pensamento abstrato, intenso desenvolvimento intelectual e da capacidade criativa, desconstrução das figuras parentais “heroicas”, afastamento progressivo do meio familiar e contestação dos seus valores.
e) Preocupações éticas, filosóficas e sociais, idealismo, ainda forte dependência do meio familiar, limites impostos pela família e pela escola começam a ser testados.

04- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) Com relação aos princípios éticos para atenção integral à saúde do adolescente, estão corretas as afirmativas:
I. O direito do adolescente à privacidade não será mantido em situações de violência, principalmente de caráter sexual, sendo, então, fundamental a presença de outro profissional da equipe na sala, para eventual proteção do profissional.
II. Traduz-se por direito a sigilo a noção de que as informações discutidas durante e depois da consulta ou entrevista do adolescente não podem ser repassadas a seus pais e/ou responsáveis sem sua permissão, e isso deve ser mantido por todos os membros da equipe de saúde.
III. É vedado ao médico revelar segredo profissional referente à paciente menor de idade, inclusive a seus pais ou responsáveis legais, mesmo que o menor tenha capacidade de avaliar seu problema e de se conduzir por seus próprios meios para solucioná-lo.
IV. Quando houver necessidade de quebra de sigilo, é necessária a anuência do adolescente.

a) I e II, apenas.
b) I e IV, apenas.
c) II e III, apenas.
d) III e IV, apenas.
e) I, II, III, IV.

05- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) A avaliação da situação vacinal do adolescente deve fazer parte rotineira da consulta e mesmo as vacinas que ainda não fazem parte do Programa Nacional de Imunização devem ser apresentadas, deixando a critério da família a decisão final de tomá-las ou não. Em relação ao Papilomavírus Humano (HPV), a vacina quadrivalente confere proteção contra quatro subtipos do vírus HPV (6, 11, 16 e 18) e é a única licenciada para uso em meninas e meninos a partir dos:
a) 8 anos de idade.
b) 9 anos de idade.
c) 11 anos de idade.
d) 12 anos de idade.
e) 13 anos de idade.

06- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) Assinale a alternativa que completa correta e respectivamente as lacunas: Do ponto de vista laboratorial, a Organização Mundial da Saúde (OMS) considera anemia o valor de hemoglobina inferior a _____ nas adolescentes e nos meninos com idade inferior a _____ e para os adolescentes com idade igual ou superior a _____, define-se anemia como hemoglobina inferior a _____.
a) 12 g/dL; 14 anos e 11 meses; 15 anos; 13 g/dL.
b) 11 g/dL; 13 anos e 11 meses; 14 anos; 12 g/dL.
c) 13 g/dL; 13 anos e 11 meses; 14 anos; 14 g/dL.
d) 11 g/dL; 14 anos e 11 meses; 15 anos; 12 g/dL.
e) 12 g/dL; 12 anos e 11 meses; 13 anos; 13 g/dL.

07- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) A obesidade é uma doença crônica, de etiologia multifatorial que pode acometer precocemente a criança e o adolescente, com importantes repercussões e comorbidades na vida adulta. Diante de adolescentes com obesidade grave associada à comorbidades limitantes e falha no tratamento convencional e medicamentoso, a cirurgia bariátrica surge como uma alternativa para o controle da doença. Um dos critérios para indicação de cirurgia bariátrica em adolescentes é:
a) Obesidade grave: IMC > 30 com comorbidades ou IMC > 40 com comorbidades menores.
b) Concordância com a orientação de não engravidar por pelo menos seis meses pós-cirurgia.
c) Maturidade psicológica e idade óssea maior de 14 anos.
d) Idade acima de 16 anos.
e) Tentativa por mais de seis meses com tratamento convencional sem resposta.

08- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) No processo de educação sexual dentro da proposta preventiva, outros grupos de referência, tornam-se importantes, como a escola. A literatura mostra que um dos resultados da orientação sexual observados nesse espaço pedagógico é:
a) Influência na decisão sobre o início da atividade sexual, nas meninas.
b) Menor número de gestações.
c) Uso de preservativos em menor escala na primeira relação.
d) Os jovens não consideram a escola como fonte de informação sobre a sexualidade.
e) Os jovens não valorizam os conhecimentos sobre sexualidade transmitidos pela família e no espaço escolar.

09- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) A anticoncepção de emergência é definida como a utilização de uma droga ou dispositivo para evitar a gravidez, após uma atividade sexual desprotegida. Com relação à estratégia para a anticoncepção de emergência aprovada pelo Ministério da Saúde e que envolve a administração de levonorgestrel, pode-se afirmar que:
a) Deve ser administrada em dose única de 0,75 mg.
b) A ação contraceptiva é garantida se a droga for administrada até 168 horas após a relação sexual desprotegida.
c) Quanto mais precoce for a ingestão da medicação, maior a eficácia; o ideal é que ela seja ingerida nas primeiras 24 a 48 horas após a relação sexual desprotegida.
d) Pode ser oferecida independentemente do dia do ciclo em que a mulher esteja.
e) Protege contra outra eventual gravidez no ciclo.

10- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) A acne vulgar ou acne juvenil é a afecção dermatológica mais comum na adolescência. A classificação mais utilizada para acne considera o tipo de lesão predominante e a presença de processo inflamatório nas lesões. A acne inflamatória com numerosas pápulas e pústulas associadas a nódulos e cistos, com a presença de cicatrizes moderadas é classificada em:
a) Grau I.
b) Grau II.
c) Grau III.
d) Grau IV.
e) Grau V.

11- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) Os ciclos menstruais são, comumente, irregulares no início da adolescência. Entretanto, algumas situações merecem ser investigadas quando observadas em adolescentes, entre elas:
a) Ciclos menstruais que não se iniciaram 2 anos após a telarca.
b) Ciclos menstruais que ainda não iniciaram aos 12 anos de idade, sem sinais sexuais secundários.
c) Ciclos menstruais que ainda não iniciaram aos 13 anos de idade, com hirsutismo.
d) Ciclos menstruais que ainda não iniciaram aos 13 anos de idade, com história de transtorno alimentar.
e) Ciclos menstruais que ainda não iniciaram aos 15 anos de idade.

12- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) Os corrimentos vaginais (leucorreias) são as queixas ginecológicas mais frequentes na adolescência e representam o aumento percebido do conteúdo vaginal. O relato da presença de um corrimento amarelo-esverdeado, de odor fétido, com queixa de queimação e sangramento pós-coital e dispaurenia e a presença de eritema vulvar ao exame físico sugere o diagnóstico de:
a) Tricomoníase.
b) Vaginose bacteriana.
c) Candidíase vulvovaginal.
d) Oxiuríase.
e) Corrimento vaginal fsiológico.

13- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) O método de estadiamento puberal mais utilizado baseia-se na série publicada por Marshall e Tanner, consistindo na avaliação por inspeção visual da mama, da genitália externa e dos pelos púbicos. De acordo com essa classificação, o duplo contorno mamário com projeção da aréola e da papila é observado na:
a) Fase 1 (M1).
b) Fase 2 (M2).
c) Fase 3 (M3).
d) Fase 4 (M4).
e) Fase 5 (M5).

14- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) A baixa estatura é uma queixa frequente em consultório de médicos de adolescentes e a avaliação da causa do atraso de crescimento deve ser feita cuidadosamente. As causas mais comuns de baixa estatura são:
a) Restrição do Crescimento Intrauterino e Doenças Crônicas.
b) Baixa Estatura Familial e o Atraso Constitucional de Crescimento e Puberdade.
c) Doenças Endócrinas e Doenças Esqueléticas.
d) Doenças Endócrinas e Doenças Genéticas.
e) Doenças Genéticas e Doenças Crônicas.

15- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) Em relação à consulta médica do adolescente, estão corretas as afirmativas:
I. A consulta inicia-se com o agendamento. Os mecanismos de agendamento e a disponibilização de horários e locais adequados para o atendimento são de suma importância para que o adolescente se sinta receptivo e tenha uma melhor adesão ao atendimento.
II. O tempo de atendimento ao adolescente inclui a consulta individual, consulta particular com os familiares e um terceiro momento com adolescente e familiar juntos, seguindo sempre esta ordem específica para propiciar um melhor entendimento das demandas do adolescente e da família.
III. O exame físico é um momento importante na avaliação do adolescente. A Sociedade Brasileira de Pediatria estabelece que é dispensável a presença do responsável ou do acompanhante para possibilitar maior interação entre o médico e o adolescente e dar maior liberdade para o adolescente se expressar.
IV. Um aspecto importante da consulta é a avaliação dos estágios de Tanner. Nos meninos, genitália externa e pelos pubianos devem ser avaliados e, nas meninas, mamas e pelos pubianos.

a) I e II, apenas.
b) III e IV, apenas.
c) II e III, apenas.
d) I e IV, apenas.
e) I, II, III, IV.

16- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) O tratamento da migranea envolve a identificação de fatores precipitantes e sua supressão, além do manejo das crises agudas e instauração de profilaxia, quando indicado pela frequência ou impacto das crises. Com relação ao tratamento da migranea, assinale a alternativa INCORRETA:
a) Dores de cabeça com frequência maior que uma vez ao mês, com intensidade que retire o adolescente de suas atividades ou represente grande impacto em sua qualidade de vida indicam o início do tratamento profilático.
b) Na adolescência, a privação de sono ou seu excesso e o contato com substâncias como o álcool e o tabaco podem ser identificados na história clínica e o excesso de cafeína é um fator precipitante na adolescência.
c) O tratamento da crise que chega à emergência envolve a utilização de drogas antidopaminérgicas tais como a metoclopramida na dose de 0,5 a 1 mg/Kg ao longo de 10 minutos.
d) Os triptanos também se mostram eficazes no tratamento da crise aguda, sendo o sumatriptano e o zolmitriptano aprovados para o uso em adolescentes.
e) No tratamento da crise que chega à emergência, a existência do valproato de sódio intravenoso estabelece a possibilidade de utilizar este medicamento por essa via, na dose de 15 a 20 mg/Kg/dia, podendo repetir a injeção em 4 horas.

17- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) Assinale a alternativa que completa correta e respectivamente as lacunas: O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), no art. 60 determina a proibição de qualquer trabalho a menores de _____ anos de idade, salvo na condição de aprendizes a partir de _____ anos de idade.
a) Dezesseis; quatorze.
b) Quatorze; quatorze.
c) Quatorze; doze.
d) Dezesseis; dezesseis.
e) Dezoito; dezesseis.

18- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) Durante o primeiro ano de vida, as mortes por causas naturais representam quase a totalidade dos óbitos, a proporção vai caindo rapidamente até os 14 anos, idade em que as causas externas de mortalidade ultrapassam as causas naturais, alcançando seu pico aos 18 anos, quando representam 77,5% do total de mortes de jovens nessa idade. A principal causa de óbito responsável por esse incremento drástico nas causas externas é o:
a) Acidente de transporte.
b) Suicídio.
c) Homícidio.
d) Afogamento.
e) Feminicídio.

19- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) Na consulta do adolescente, o exame ginecológico deve ser precedido de ampla explicação para que a paciente possa submeter-se a ele com tranquilidade. O exame ginecológico completo será obrigatório em adolescentes:
a) A partir da segunda consulta.
b) Com amenorreia superior a dois meses, com mais de anos após a menarca.
c) Com amenorreia superior a três meses, nos dois primeiros anos após a menarca.
d) Que não apresentem menarca até os 14 anos de idade.
e) Com vulvovaginites rebeldes aos tratamentos de rotina.

20- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) Em relação à dismenorreia, estão corretas as afirmativas:
I. É uma das queixas mais frequentes entre adolescentes e inicia-se, em geral, no primeiro ano após a menarca.
II. É uma causa relativamente frequente de ausência às atividades escolares.
III. Geralmente, inicia-se após 24 horas do sangramento menstrual e dura todo o ciclo.
IV. Os anti-inflamatórios não esteroides promovem a melhoria do quadro doloroso em 80% das pacientes e podem ser usados logo do início da dor ou do sangramento menstrual.

a) I e II, apenas.
b) I e III, apenas.
c) II e IV, apenas.
d) III e IV, apenas.
e) I, II, III, IV.

21- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) A mudança no timbre da voz representa uma ação da testosterona sobre as cartilagens da laringe e coincide com o:
a) Estádio 1, segundo os critérios de Marshall e Tanner.
b) Estádio 2, segundo os critérios de Marshall e Tanner.
c) Estádio 3, segundo os critérios de Marshall e Tanner.
d) Estádio 4, segundo os critérios de Marshall e Tanner.
e) Estádio 5, segundo os critérios de Marshall e Tanner.

22- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) As adolescentes quando são usuárias de drogas e engravidam, nem sempre abandonam a droga, podendo a mãe e flho sofrer consequências provenientes do uso. Os neonatos de mães que fazem uso de cocaína pode apresentar o seguinte sintoma:
a) Síndrome da Membrana Hialina.
b) Bradicardia.
c) Hipotensão.
d) Aumento do perímetro cefálico.
e) Grandes para idade gestacional.

23- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) Na avaliação do atraso puberal, deve-se investigar a história familiar de atraso puberal, doenças crônicas, estado nutricional e atividade física. Nas meninas, conceitua-se atraso puberal quando há ausência da telarca após os:
a) 9 anos de idade.
b) 10 anos de idade.
c) 11 anos de idade.
d) 12 anos de idade.
e) 13 anos de idade.

24- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) Em relação à consulta do adolescente e a participação da família, estão corretas as afirmativas:
I. Os adolescentes maiores de 15 anos de idade e os jovens que buscam cuidados de saúde podem sentir-se seguros ao se apresentarem sozinhos no serviço médico.
II. Em algumas ocasiões, não raras, o adolescente, em qualquer idade, pode estar acompanhado da família, mas a demanda objetiva dos pais pode divergir das necessidades subjetivas do adolescente.
III. As consultas participativas costumam ser valiosas para a apreciação da dinâmica familiar e para a realização de diagnóstico mais preciso de condições que merecem intervenção profissional.
IV. O constrangimento gerado pela ambiguidade e pela ambivalência com relação à posição do adolescente em seu meio familiar e o desejo dos pais de “estarem por dentro de tudo” ou dispostos a “usar o médico” como avalista de suas imposturas podem ser amenizados ou dissipados pelo profissional consciente da problemática que afeta os indivíduos nessa fase da vida.

a) I e II, apenas.
b) I e III, apenas.
c) I, II, III e IV.
d) III e IV, apenas.
e) II e IV, apenas.

25- (2016- EBSERH/HUPEST/UFSC) O crescimento estatural na puberdade apresenta grandes variações individuais, que se refletem nos diferentes estágios de maturação sexual. De acordo com os critérios de Marshall e Tanner, no adolescente do sexo masculino o pico do crescimento estatural ocorre no estágio:
a) G1.
b) G2.
c) G3.
d) G4.
e) G5.

Questões de prova: Concurso EBSERH-HUPEST-UFSC, 2016 - Medicina do Adolescente

Gabarito

2016- EBSERH/HUPEST/UFSC
Questão Alternativa correta
01 A
02 B
03 D
04 A
05 B
06 A
07 D
08 B
09 D
10 C
11 E
12 A
13 D
14 B
15 D
16 C
17 A
18 C
19 E
20 C
21 E
22 A
23 E
24 C
25 D

• Marcelo Meirelles
– Médico Pediatra
– Médico Hebiatra (Especialista em Medicina do Adolescente)


Leia também:

Deixe um comentário